quinta-feira, 5 de junho de 2008

Av. Luisa Tody

2 coisas que não percebo nesta obra, algo que também é visivel na Av. 5 de Outubro:

  • Qual é a utilidade/objectivo de fazer as passadeiras em pedra da calçada quando a estrada é toda em alcatrão?
  • Será que ainda não perceberam que tornar as passadeiras em lombas não oferece segurança a quem a atravessa?

13 comentários:

Anónimo disse...

Qual é a utilidade/objectivo de fazer as passadeiras em pedra da calçada quando a estrada é toda em alcatrão?
gastar mais dinheiro!!!
Será que ainda não perceberam que tornar as passadeiras em lombas não oferece segurança a quem a atravessa?
oferece se o carro voar por cima delas :)

albarquel disse...

Realmente deve ser isso deve..

Anónimo disse...

Não percebo os dois pontos. É mais perigoso? É mais caro? É mais feio?
Não vejo qual é o problema...

albarquel disse...

Se é mais caro não sei, mas uma passadeira em calçada perde visibilidade num instante porque a pedra fica mais suja rapidamente, ao passo que em alcatrão uma passadeira pintada vê-se muito melhor. Quanto à passadeira ser em lomba, algum condutor que vá distraido e passe a uma velocidade mais elevada na lomba, se por acaso estiver alguém na passadeira, leva uma 'cacetada' muito mais acima, no corpo, devido ao salto que o carro dá. E em vez de lombas, que tal semáforos?

Anónimo disse...

Bem, lamento discordar, mas acho essa justificação extremamente babaca. Mais sujo? Quão preguiçosos estamos nós?
E isso de em caso de atropelamento ser mais perigoso nem vou comentar...

albarquel disse...

Então agradeço que me ilumine com a sua imensa sabedoria e diga o que acha que uma estrada inteira em alcatrão e a passadeira em calçada traz de bom, qual a lógica disto...bem como das lombas. É que nem todos são dotados de uma supra-sabedoria idêntica à sua :)

Anónimo disse...

primeiro anonimo diz:

que o segundo anonimo trabalha no instituto de estradas de portugal ... lol

sem ofensa claro... estamos aki só trocar opiniões ... nada mais!

Anónimo disse...

lol nem por isso, caro primeiro anónimo.

O segundo anónimo só acha que a opção das passadeiras em pedra foi meramente estética e não me parece mal. A desculpa de que fica suja é, para mim, mesquinha. Aliás, se a passadeira se apagar com o tempo, toda a gente fica a saber que aquilo é uma passadeira pelo contraste de materiais. O que não se passa quando é tudo alcatrão. E não me venham dizer que um mar de alcatrão liso e regular é mais bonito do que um padrão em pedra de quando em vez.
Resumindo: a passadeira em calçada pode não trazer nada de bom, mas certamente que de mau não traz nada.

E é isto. Não é preciso se alarmar, senhor Albarquel.

albarquel disse...

O dinheiro que têm gasto nessas maravilhosas passadeiras era certamente melhor aproveitado para endireitar a rua da saúde ( o acesso ao parque urbano da albarquel), que está uma vergonha. É só um, de muitos exemplos que poderia dar. Quanto à lomba, é obrigatório o sinal de lomba antes da mesma, que neste caso, não existe. E este tipo de lombas também deve ser bastante agradável para as ambulâncias. É uma opinião, e a minha é que há alternativas melhores para as lombas. Senão qualquer dia, temos outra avenida como a Bento Jesus Caraça, que até às manteigadas tem umas 12 ou 13 lombas.

Anónimo disse...

Mas eu também não sou a favor de lombas, atenção. Só não achei que a justificação dada aqui tivesse alguma lógica (saltos mais perigosos para quem é atropelado?..)
Quanto ao dinheiro gasto na passadeira... bem, estamos a falar de trocos tendo em conta o orçamento total, não faz sentido falar de uma terraplanagem e do desmantelamento de um estaleiro como comparação. Até porque esse acesso está comprometido por mais qualquer coisa, ao que parece.

Anónimo disse...

É incrível como as pessoas só querem é dizer mal.

Se se preocupassem um bocadinho, saberiam que a lei obriga a que as passadeiras (entre outros) apresentem uma textura difente da das vias, para ajudar os invisuais.
Também poderiam ter perguntado a quem sabe e informarem-se. Obivamente que a Rua da Saúde vai ser pavimentada, o que está previsto em projecto desde o início.

Ter um blogue para mandar umas postas de pescada deve ser giro.

O anónimo nº 3

albarquel disse...

Se a lei obriga a que as passadeiras tenham textura diferente, então 90 % destas no nosso país não respeitam a lei.
A rua da saúde vai ser pavimentada, mas não o está, e não sou obrigado a fazer vénia às coisas que acho que estão mal, ainda sou livre de ter opinião e dizer o que penso, independentemente de fazer comichão a muitos indivíduos que por aí andam.

E mais vale ter um blog para mandar umas postas de pescada sobre o que bem me apetece, do que escrever nos blogs dos outros com erros de português. Poderia perguntar a quem sabe e informar-se como se escrevem certas palavras.

"Quem diz o que quer, ouve o que não quer."

Chris disse...

Não tinha esta ideia de um blog e dos comentários feitos.
Sempre achei que era um espaço para trocar ideias de modo civilizado e educado.
Que me desculpe a ignorânica...