segunda-feira, 7 de julho de 2008

Passadeiras em calçada

Em uma das novas passadeiras em pedra da calçada, que algumas das pessoas que passam por aqui acham lindas,  abriram a semana passada um buraco no meio da passadeira, tirando  as pedras da calçada. Falo mais precisamente da passadeira que fica de frente para o largo José Afonso, logo depois da rotunda. O buraco ficou aberto durante uns valentes dias, como é normal em qualquer buraco que se faça nesta cidade.

Já taparam o buraco. Com alcatrão. Então temos:

Uma passadeira em calçada com um remendo no meio em alcatrão. (Uma passadeira que tem cerca de um mês).

É uma maneira original de juntar o melhor dos dois mundos!

2 comentários:

Asa do Avião disse...

Como tantas outras coisas nesta cidade.. lamentável.

Robin disse...

Uma má logistica de quem tem a seu cargo as obras em curso. Quem abre o buraco não sabe quando vai haver intervenção no dito cujo.
Depois da intervenção não dão prioridade aos restablecimento da situação original. Como a intervençaõ em calçada apesar de não ser uma coisa transcendente não deve/pode ser feita por habilidosos, há que esperar que haja alguem disponível. Para evitar que a situação se prolongue eternamente repara-se com alcatrão. Não fica bonito mas resolve. Teremos certamente uma segunda versão deste filme quando forem tirar o alcatrão para pôr novamente calçada.
A proliferação de restos de obras ao virar de cada esquina por tempo indeterminado é um designio tipicamente portugûes. Mesmo com as novas exigencias de uma sociedade mais interveniente, ninguem parece importar-se com o mau aspecto que dá à nossa cidade (que não é a unica) este tipo de coisas. Se associarmos a isso este caso caso concreto em que descarecterizam rapidamente o que é suposto ser novo e bonito, então não há palavras...